Ação & Contexto

sobre fotografia, fotojornalismo e novas mídias

Posts Tagged ‘centro

Florianópolis, cidade sem táxi

with 4 comments

É um absurdo ao que um passageiro tem de se sujeitar para conseguir um táxi em Florianópolis. Não importa o bairro ou o ponto, nunca há táxi nessa cidade. Na central o telefone está sempre ocupado, nos pontos nunca há carros disponíveis, nas ruas eles nunca estão vazios. E há os que reclamam de abrir licitação para novas vagas na cidade.

Florianópolis é a única cidade no mundo em que os papéis se invertem: é o passageiro quem espera o taxista.

Tarde de sexta-feira de fila na Praça XV, um dos principais pontos de táxi da cidade (Lucas Sampaio)

Os passageiros tiveram de esperar 45 minutos para conseguir uma corrida (Lucas Sampaio)

Não dá tempo nem de parar no ponto e a fila não diminui (Lucas Sampaio)

Anúncios

Frio e sol no centro de Florianópolis

with 3 comments

A frente fria que veio do sul transformou a paisagem de Florianópolis. No Ticen (Terminal Integrado do Centro), Mercado Público ou Felipe Schimdt, a semana foi propícia para aproveitar o sol e desfilar de óculos escuros e roupas de inverno no centro da cidade.

Semana para tirar o casaco do armário e mostrar toda a elegância da estação

Convenções indefinindo as eleições de outubro

with one comment

Intervenção federal no PMDB catarinense? PP com o PDT e esperando o PT ou flertando com o PSDB? Tucanos irritados por terem ficado à margem da aliança DEM-PMDB ou aceitando a vaga de senador na reedição da tríplice para dar palanque estadual à José Serra? Quem apoiará Dilma?

O final de semana foi de negociações intensas entre os partidários catarinenses, com a realização das convenções estaduais dos democratas, peemedebistas e pedetistas no sábado e progressistas no domingo. Mas a definição do quadro político estadual só será definido amanhã e quinta, quando peessedebistas e petistas fazem suas convenções e o prazo para definição das coligações expiram.

Raimundo Colombo (DEM) faz visita à convenção peemedebista de Eduardo Pinho Moreira e LHS

Joares Ponticelli atento à conversa entre Ângela Amin e Gervásio Silva (PSDB) na convenção do PP

Raimundo Colombo conversa com presidente estadual do PSDB Beto Martins durante convenção do DEM

Esperidião Amin brinca com Manoel Dias (PDT), que retribuiu visita partidária na convenção pepista

José Fritz, presidente estadual do PT, faz visita à convenção e integra mesa pedetista na Alesc

Eduardo Pinho Moreira renunciou à candidatura própria para reeditar a tríplice aliança do governo LHS

Paulo Afonso tentou se aproveitar da divisão do PMDB, mas perdeu vaga ao Senado para LHS

LHS, mentor da tríplice aliança (PMDB-DEM-PSDB), costurou a desistência de Pinho Moreira ao governo

Eduardo Pinho Moreira conforta oponente Edson Andrino após discurso durante convenção

Jorge Bornhausen (DEM) conversa com Paulo Bauer (PSDB) no plenário da Alesc

Eduardo Pinho Moreira explica, entre vaias e aplausos, a desistência da candidatura

Candidata Ângela Amin aproveita falta de energia de 1h para fazer corpo-a-corpo com partidários

Raimundo Colombo, candidato democrata ao governo estadual, discursa a correligionários durante convenção

Após votação favorável à aliança, Raimundo Colombo vai ao ginásio do Sesc e discursa aos presentes

LHS dá o recado à Raimundo Colombo sobre quem soube agir nos bastidores

Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e Raimundo Colombo (DEM) comemoram confirmação da aliança partidária

Eduardo Pinho Moreira aguarda contagem dos votos que confirmaram aliança com o DEM

Ângela Amin assiste à vídeo preparado pelo partido com homenagens à candidata pepista

Partido Progressista (PP) busca, com Ângela, reconquistar o cargo máximo do poder executivo de SC

Discurso da candidata progressista para partidários que lotaram o salão do clube 12 no domingo

Habitantes invisíveis*

with one comment

Moradores de rua arrumando suas camas sem lençóis para mais uma noite de insônia e delírios. Drogas consumidas e comercializadas a céu aberto, no meio da rua Victor Meirelles. Travestis e prostitutas oferecendo seus corpos por quantias irrisórias ao longo da avenida Hercílio Luz, enquanto alcoólatras perambulam sem rumo pelas ruas mal iluminadas. Todos os dias o centro de Florianópolis é tomado por habitantes invisíveis, pessoas que povoam as ruas da capital também durante o dia, mas que passam despercebidas da população diante do ritmo apressado do horário comercial.

Durante o dia, são notados enquanto trabalham como flanelinhas, pedem dinheiro nos calçadões e semáforos ou aproveitam a luz do sol para dormir, trocando o dia pela noite. São coadjuvantes de um centro que movimenta pessoas e a economia do município, gera empregos e dinheiro. Muitos não conseguem se adaptar à vida em sociedade, outros sequer tiveram a oportunidade. O problema de segurança e saúde pública é tratado com descaso pelas autoridades, relegando-os ainda mais à margem. É à noite que, enfim, os coadjuvantes podem assumir o papel de protagonistas.

Uma crônica diária de um local perigoso para os que necessitam transitar quando já não há luz natural. Abandonado pelo poder público e mal vigiado pela polícia, o centro histórico de Florianópolis se torna refém. Assaltos na Felipe Schmidt, lojas arrombadas na região do Terminal Cidade de Florianópolis, casas dos que ainda ousam morar no centro roubadas, insegurança para os que estudam ou trabalham à noite. A rotina assusta aos que viveram em uma Florianópolis provinciana e pacata de décadas atrás, e é uma realidade difícil de ser revertida.

Morador de rua dorme embaixo do elevado sobre a avenida Gustavo Richard (Lucas Sampaio, 14/04/10)

Consumo de mesclado em frente à Delegacia Regional do Trabalho (Lucas Sampaio, 15/05/10)

Por R$ 5 é possível adquirir crack sem dificuldades na rua Victor Meirelles (Lucas Sampaio, 15/05/10)

Degraus da Catedral são transformados em cama por moradores de rua (Lucas Sampaio, 14/04/10)

Edifício do Trabalhador Catarinense é o ponto preferido dos travestis (Lucas Sampaio, 18/04/10)

Prostituição a poucos metros do IEE, na avenida Hercílio Luz (Lucas Sampaio, 15/05/10)

Os mesmos que comercializam usam a droga com os próprios compradores (Lucas Sampaio, 15/05/10)

* Ensaio fotográfico publicado no jornal Notícias do Dia de hoje, terça-feira, 8 de junho de 2010.

Projeto vencedor da revitalização do Largo do Mercado

with 2 comments

Hector Vigliecca foi o escolhido. Entre os 27 inscritos e 15 anteprojetos apresentados, o arquiteto uruguaio ganhou os R$ 35 mil de prêmio oferecido pela prefeitura de Florianópolis. Veja as imagens abaixo e opine: o que achou do projeto vencedor do concurso público para revitalização do espaço urbano do largo do Mercado Público?

Vista aérea entre Mercado Público, Terminal do Centro (Ticen) e as ruas Francisco Tolentino e Pedro Ivo

Corte lateral a partir do Ticen mostra a recuperação do muro soterrado pelo aterro

Corte lateral a partir da rua Pedro Ivo mostra shopping e estacionamento subterrâneos

Detalhe do vão interno de integração entre o futuro shopping subterrâneo e o Mercado Público

Simulação noturna da região ressalta destaque do projeto aos prédios oitocentistas da rua Francisco Tolentino